Memória de elefante

A memória é a ferramenta que proporciona nossa mente a capacidade para armazenar informações, aprendizagem e conhecimentos que recebemos diariamente, e se encarrega de cuidar das recordações e vivências para revivermos posteriormente, trazendo de volta aos nossos pensamentos.

Memória de elefante

Com o passar dos anos, a memória começa a se deteriorar e é comum que esqueçamos coisas irrelevantes como onde deixamos as chaves e o nome da nova professora de música dos nossos filhos, porém sempre mantemos vivas as recordações que significam muito, como o dia do nosso casamento e o nascimento dos netos.

Melhorar nossa memória parece, então, uma tarefa obrigatória quando queremos assegurar que não vamos perder nossas capacidades mentais e manter até o final todas as nossas experiências convertidas em recordações, além da habilidade de concentração, análise e reflexão que a mente relaciona no momento de pensar.

Quando escutamos dizer que alguém “tem uma memória de elefante” fazemos referência a um grande poder cognitivo e à boa memória que estes animais têm demonstrado, já que são capazes de reconhecer e memorizar o aroma que desprendem seus companheiros de manada e conseguem diferencia-los do resto.

Nós desejamos, seguramente, que nossa memória seja tão boa quanto a dos paquidermes, porém já foi demonstrado que a memória olfativa é a que menos conseguem desenvolver os seres humanos, sendo que os estímulos visuais e tácteis são os mais marcantes em nosso córtex cerebral.

Contudo, isso não impede de podermos desenvolver ao máximo o nosso poder mental e a capacidade de retenção e memória, se estimularmos nosso cérebro diariamente e treinarmos com exercícios mentais que nos proporcionam vitalidade, saúde e agilidade na resolução e análise dos problemas.

Exercitando para melhorar a memória

  1. Vamos criar uma lista de 10 coisas que gostaríamos de comer e repetimos mentalmente para grava-las em nossa memória. Agora vamos enumera-las sem olhar onde anotamos, tentando acertar a quantidade máxima de vezes. Podemos repetir o exercício todos os dias e agregar novos elementos à lista quando já conseguimos recordar sem dificuldades a sequência anterior correta.
  2. Arrumar mentalmente nossos armários de roupas e conferir se acertamos corretamente o lugar de todas as coisas. Conte os acertos e repita no dia seguinte até obter os melhores resultados. Poucas vezes prestamos atenção ao lugar onde as coisas estão localizadas, este exercício serve para fixar as coisas em nossas mentes.
  3. Memorização diária. Neste exercício diário, memorize uma palavra nova todos os dias de um dicionário e comece a usar esta palavra em suas conversas diárias, oferecendo ao cérebro as informações novas e uteis que permitam manter-se exercitado e ativo, funcionando de maneira mais eficiente.
  4. Devemos manter bons hábitos alimentícios, incluindo mais verduras e frutas em nosso menu, já que está comprovado cientificamente que contêm nutrientes que cuidam da nossa mente e permitem que trabalhe com maior lucidez e velocidade no processamento das informações.
  5. Dormir bem e repouse o tempo suficiente para permitir que o cérebro descanse e recupere suas funções, otimizando assim, as atividades diárias.
  6. Obter uma memória de elefante não é impossível, pois ainda que não sejamos capazes de distinguir e diferenciar o odor corporal dos membros da nossa família, podemos manter uma memória saudável, cheia de boas recordações da nossa juventude.

Leave a Reply